Cuiabá , MT - -

Gabriel Vasques, Luana Pekelman e Matheus Becker s縊 os melhores brasileiros no primeiro dia do Mundial Cadete e Juvenil

Jovem equipe brasileira, com muitos atletas em idade de cadetes, teve tr黌 representantes nas fases eliminatrias das disputas individuais do sabre juvenil


ESSA NOTヘCIA ノ UM OFERECIMENTO:


O Campeonato Mundial Cadete e Juvenil, primeira competição internacional das categorias de base da esgrima em 2021, começou neste sábado (3), no Cairo, capital do Egito. Nas disputas individuais do sabre, a jovem equipe brasileira, com muitos atletas em idade de cadetes, conseguiu classificar três representantes para as fases eliminatórias do juvenil: Luana Pekelman, que parou na fase de 128 do feminino; Gabriel Vasquez, eliminado na fase de 128 do masculino; e, Matheus Becker, caindo na fase de 64 do masculino.

Matheus fez uma boa pule, jogando em uma categoria acima da sua (atualmente, tem 16 anos). Venceu três dos seis jogos. Bateu o emiradense Ahmed Alhammadi, por 5 a 1; o sul-coreano Dohun Lee, por 5 a 3; e, o espanhol Matteo Bugialli, por 5 a 3. E ainda esteve perto de outras duas vitórias, contra o egípcio Mazen Elaraby e contra o bielorrusso Uladzislau Shaimardanau, caindo em ambas por 5 a 4. Passou direto para a fase de 64, quando foi eliminado pelo francês Antoine Pogu, por 15 a 5.

“Achei que tive um bom rendimento para a minha idade, consegui passar direto o primeiro quadro. Poderia ter ido um pouco melhor na pule, por pouco não fiz cinco vitórias, mas estou satisfeito com o resultado. Campeonatos assim são ótimas maneiras de conseguir adquirir experiência, principalmente para o controle de emoções e evoluir a esgrima. Mas claro que para participar desses campeonatos exige um bom preparo, e sinto que tive, ao passar 2 semanas treinando na Geórgia. Talvez poderia ter feito um pouco mais, mas isso não é problema. O foco agora é amanhã, e iremos com tudo”, avisa Matheus, sobre a disputa na categoria cadete, neste domingo.

Também no masculino, Gabriel Vasques venceu dois confrontos na pule, diante do porto-riquenho Hudson Santana (5 a 2) e do geórgio Lasha Kutchukhidze (5 a 4). Caiu em duelo muito equilibrado, na fase de 128, para o eslovaco Tei Zorz, por 15 a 13. Luana Pekelman, por sua vez, ganhou dois jogos na fase de pules do feminino, contra a suíça Nora Perroud (5 a 3) e contra a espanhola Lucia Del Palacio (5 a 3). Na fase de 128, chegou a estar perdendo por 8 a 2 para a cazaque Dilyara Issabekova. Reagiu, mas caiu por 15 a 14, em uma disputa emocionante.

Outros quatro atletas caíram na fase de pules. No masculino, Renato Saliba (75°) ganhou dois combates, enquanto Marcos Gomez (84°) venceu um confronto. No feminino, Pietra Chierighini (71ª) venceu duas vezes e Isabela Chen (87ª) terminou sem vitórias.

“Dos três atletas juvenis, dois conseguiram classificar para fase eliminatória e Pietra Chierighini ficou na primeira fase pelo saldo, embora tenha feito boa pule, com duas vitórias. Luana Pekelman e Gabriel Vasques foram eliminados no quadro de 128 em jogos muito disputados. Mostraram ótima postura diante de um resultado desfavorável e por pouco não reverteram. Já entre os cadetes, na categoria acima, Matheus Becker terminou no quadro de 64, o que é muito bom. Renato Saliba, Marcos Gomez e Isa Chen fizeram bons jogos também. Foi muito bom saber que não se intimidam e são capazes de executar ações complexas em uma competição de alto rendimento. Foi uma excelente preparação para a prova de amanhã”, disse Rodrigo Baldin, um dos técnicos da equipe.

Data: 2021-04-05 00:00:00