Cuiabá , MT - -

Bruna Takahashi termina entre as oito melhores dos Jogos Olmpicos da Juventude

Brasileira eliminada nas quartas de final por chinesa. Guilherme Teodoro para nas oitavas de final, em confronto muito equilibrado


 Buenos Aires (ARG), 09 de outubro de 2018.

Por: Assessoria de Comunicação – CBTM

A brasileira Bruna Takahashi terminou os Jogos Olímpicos da Juventude entre as oito melhores do torneio. Nesta terça-feira (9), no Parque Tecnópolis, em Buenos Aires (ARG), ela foi eliminada nas quartas de final pela chinesa Yingsha Sun, uma das oito melhores de seu país no ranking mundial adulto, por 4 a 0 (8/11, 5/11, 10/12 e 5/11).

Guilherme Teodoro, por sua vez, também não segue na disputa. Ele caiu nas oitavas de final para o americano Kanak Jha (segundo colocado no ranking mundial Sub-18), por 4 a 1 (10/12, 5/11, 11/7, 3/11 e 9/11), em confronto bem parelho.

Os jogos

Bruna passou bem pelas oitavas de final. Apesar de enfrentar um jogo duríssimo contra a sérvia Sabina Surjan (275ª colocada no ranking adulto e quarta colocada no ranking Sub-18), ela teve frieza para decidir nos momentos finais dos sets, mesmo quando estava atrás no placar, e conquistou a vitória por 4 a 0 (12/10, 12/10, 11/6 e 14/12).

A brasileira chegou nas quartas de final sem perder um set sequer. Pela frente, uma das melhores jogadoras de sua geração. A chinesa Yingsha Sun tem resultados expressivos entre os adultos, como o título do Aberto do Japão de 2017 e o 7º lugar no ranking de dezembro do ano passado.

Bruna não começou bem a partida. Foi se encontrando aos poucos, mas acabou batida no primeiro set. No segundo, novamente não foi bem. Reagiu no terceiro, passou a ser mais decisiva nos ataques e dificultou a vida da chinesa. Mas, ao contrário da partida anterior, não teve a tranquilidade necessária para fechar quando vencia por 10 a 7, permitindo a virada. No quarto set, voltou a oscilar, deixando Yingsha fechar o jogo.

Guilherme Teodoro também enfrentou um duríssimo desafio. E não se intimidou. Começou o jogo bem ligado, teve um set point, mas acabou deixando o americano Kanak Jha fechar a primeira parcial. No segundo set, teve queda de rendimento e o adversário venceu com certa tranquilidade. O brasileiro reagiu no terceiro, dominou o jogo e venceu, mas não manteve o mesmo ritmo no quarto set. No quinto, bem equilibrado, Kanak Jha acabou fechando o confronto.

“Acho que minha participação foi boa. Fiquei entre os 16 melhores do torneio. Perdi para o cabeça de chave número 2 e acredito que fiz um bom jogo contra ele, mas infelizmente não deu para sair com a vitória. Vamos continuar treinando, pois no dia 12 começa o torneio de duplas mistas”, disse o brasileiro.


A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.

 

 
 
 
Data: 2018-10-10 00:00:00
P疊inas Acessadas no ano de 2017: 185.719