Cuiabá , MT - -

Presidente da Liga da Justi軋 joga favoritismo para a PAX, mas ressalta for軋 da sua equipe



 A equipe finalista do ano passado, Liga da Justiça, se prepara para a partida decisiva pelas oitavas de final do Peladão diante da PAX Nacional. A primeira partida será no sábado, dia 15, no miniestádio "Beto Cuiabano", no bairro Pedregal. O presidente da Liga, Oliveira Santos, jogou o favoritismo para o outro lado, mas ressaltou a força da sua equipe.

“A expectativa é grande para fazermos um grande jogo e sairmos vitoriosos. Respeitamos a equipe da PAX, mas nós também estamos nos preparando para buscarmos essa classificação”.

A PAX tem a sua disposição um elenco forte com atletas conhecidos do futebol amador e até do futebol profissional. Diego Mau Mau, Heré, Jackson, Soldado, e o goleiro Wallisson, que já defendeu o Operário de Várzea Grande, são alguns dos medalhões vinculado ao clube presidido por Everaldo Medeiros.

“Por eles terem um time com mais jogadores experientes e conhecidos, a responsabilidade é deles, nós somos o azarão. A base do time deles é a nossa do ano passado. Por um pequeno erro perdemos a possibilidade de renovar com os atletas que mudaram de lado, mas estamos com uma base forte para chegar de novo na final”, reforçou Oliveira Santos.

A equipe conta com atletas experientes do futebol mato-grossense como Heverton Perereca, Kall, Marinho, Igor Peninha, Bogé, Fernando, que foi campeão mato-grossense pelo Cuiabá em 2017, estrela da casa Pia e Ica.

“A Liga da Justiça mudou 100%, nós perdemos o título ano passado em um chute de fora da área, em um lance bobo, mas faz parte do futebol. Nós temos história no futebol amador, já chegamos em quatro finais do Peladão e conquistamos um título. A Liga tem história e mesmo com a favoritismo dele, nós estamos na luta para fazer mais uma final”, disse Oliveira.

Jogando em casa, o presidente da Liga da Justiça espera lotar o miniestádio do pedregal, onde a equipe manda os seus jogos. A expectativa é que cerce de 3 mil torcedores compareçam para empurrar a equipe rumo à classificação.

“O primeiro jogo da final será no nosso campo e esperamos que a nossa torcida venha em peso para nos assistir. O caldeirão vai explodir de tanta gente. A torcida da PAX deve ir para o campo também. É muito provável que o jogo tenha um ótimo público”, completou o presidente da liga.